domingo, 6 de dezembro de 2009

Flamengo campeão de 2009...

Galeria de Imagens

É CAMPEÃO! O Flamengo esteve longe do título do Campeonato Brasileiro por uma hora e dez minutos neste domingo. Mas aos 24 minutos do segundo tempo, Ronaldo Angelim marcou de cabeça e selou a vitória sobre o Grêmio, por 2 a 1, no abarrotado Maracanã, que contou com um total de 84.448 torcedores.

O título do Brasileirão volta as mãos do Mengo após 17 anos. A última conquista havia sido em 1992. Mas a vitória não foi nada fácil. O Grêmio surpreendeu e abriu o marcador com Roberson.
Neste momento, o Inter fez 2 a 0 e ficou na primeira colocação. Mas os zagueiros David e Angelim fizeram as vezes de Adriano e Pet e garantiram a festa vermelha e preta.

Como ficou!
Com o resultado, o Flamengo, que assumiu a liderança apenas na penúltima rodada, somou 67 pontos, contra 65 do Inter. Os dois clubes, mais Corinthians (campeão da Copa do Brasil) e São Paulo garantiram vaga na Libertadores. O Cruzeiro ficou com a pré-Libertadores. E o Palmeiras morreu na praia.

Já o Grêmio, que não tinha mais chances, se contentou com a Copa Sul-americana, na nona colocação, com 55 pontos. A diretoria espera anunciar o nome do novo treinador nesta semana. Paulo Silas, ex-Avai, é o preferido.

Ridículo!
Ao entrar no gramado, o Grêmio foi surpreendido ao ser aplaudido pelos flamenguistas. Os torcedores rubro-negros ainda gritaram “Grêmio, Grêmio’ e clamaram “entrega, entrega”.

Surpresa tricolor!
Impulsionado por mais de 80 mil torcedores, o Flamengo começou em cima do Grêmio. Mas os arremates de Adriano não tiveram endereço certo. O Imperador tentou chutes de longa distância, cabeçadas e arremates de dentro da área, mas todos sem direção.

O Tricolor gaúcho viu que o “bicho” não era de sete cabeças e foi ao ataque. E não é que deu certo. Aos 21 minutos, Douglas Costa levantou a bola na área e Roberson, antes da zaga, desviou para as redes.

Para complicar ainda mais a situação do Mengo, o Inter fez 2 a 0 no Santo André. Mas o rubro-negro teve calma e em um lance polêmico empatou. Aos 29 minutos, Juan cobrou escanteio. Adriano disputou a bola com a zaga. A pelota sobrou para o zagueiro David, na área, empatar.

A defesa do Grêmio pediu falta de Adriano, Mas o árbitro paranaense Héber Roberto Lopes nada marcou. Aos 41 minutos mais um lance para o juizão. Mário Fernandes tocou para o gol, mas estava impedido.

Aos 46 minutos, no último lance da primeira etapa, Adriano encheu o pé em cobrança de falta e Marcelo Grohe fez grande defesa. Final 1 a 1.

Nada de moleza!
Para quem esperava moleza no segundo tempo, não teve. O Grêmio voltou melhor e Douglas Costa assustou Bruno. O Flamengo, mais uma vez, viveu dos chutes e cabeçadas de Adriano.

Aos 6 minutos, Airton quase marcou de cabeça. O goleiro gremista foi buscar a bola no cantinho. Quatro minutos mais tarde, Léo Moura manda um petardo e o zagueiro Thiego se joga na bola para evitar o segundo tento rubro-negro.

Aos 11 minutos foi a vez de Willians arriscar e ver a bola acertar a rede pelo lado de fora. A pressão seguiu e o Grêmio não resistiu. Aos 24 minutos, Ronaldo Angelim subiu mais que a zaga e marcou de cabeça, 2 a 1, Mengo.

Mesmo com a virada, o Grêmio foi para o abafa e quase calou o Maraca. Aos 31 minutos, Lucio bateu falta e Bruno espalmou. No rebote, Maylson arriscou chute e assustou o Mengo.

Aos 39 minutos, Adriano, sempre ele, tocou na saída do goleiro e quase marcou o terceiro. Nos minutos finais, o Flamengo segurou a bola e festejou mais um título.

Ficha Técnica

Flamengo 2 x 1 Grêmio

Local: Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro-RJ
Árbitro: Héber Roberto Lopes-Fifa – PR
Público: 78.639 pagantes (84.448 total)
Renda: R$ 2.030.430,000
Cartões amarelos: David, Willians (Flamengo); Douglas Costa, Marcelo Grohe, Lúcio, Adilson (Grêmio)
Gols: David, aos 29’/1T e Ronaldo Angelim, aos 24’/2T (cabeça) (Flamengo); Roberson, aos 21’/1T (Grêmio)

Flamengo
Bruno; Leonardo Moura, Ronaldo Angelim, David e Juan; Willians, Airton, Toró (Everton) e Petkovic (Fierro); Zé Roberto (Kléberson) e Adriano.
Técnico: Andrade

Grêmio
Marcelo Grohe; Mário Fernandes, Thiego, Léo e Fábio Santos; Túlio, Adílson (Mithyuê), Maylson e Lúcio; Douglas Costa e Roberson (Bergson).
Técnico: Marcelo Rospide

Um comentário:

ROBERTO LIMA disse...

OBrigado mengão.meu time ,minha vida.