sábado, 2 de janeiro de 2010

Mais paulistão...


Os 20 clubes se prepararam bem para a disputa do Campeonato Paulista. Faltando duas semanas para o início do Estadual mais ch armoso do país o BLOG ALS apresenta agora os principais reforços de cada equipe.
Tem de tudo na lista. Pentacampeões, como Juninho Paulista e Roberto Carlos, veteranos, como Marcos Assunção e Edmilson, goleiros veteranos, como Renê e Mauro, esperanças de camisa 10, como Marquinhos e Marcelinho Paraíba, e até jovens promessas, como Léo, Francis, Francisco Alex e Jorge Preá.
Confira os destaques do Paulistão:

BARUERI
O time perdeu Renê, Márcio Careca, André Luís, Xandão, Ralf, Ewerton, Thiago Humberto e Fernandinho e tem tudo para perder Val Baiano. Com isso, o principal destaque é Marcos Assunção. Volante veterano, mas de grande qualidade nas cobranças de falta, o jogador espera reviver no Barueri a boa fase dos tempos de Santos e Flamengo.

BOTAFOGO
É difícil escolher um destaque entre os 25 reforços, mas, em termos de fase e qualidade técnica, o grande nome do Pantera será o meia Xuxa. Após se destacar na Série B pelo São Caetano, o loirinho espera fazer tudo que a diretoria espera no Santa Cruz. Qualidade para isso, ele tem: habilidoso e dono de um bom chute de perna esquerda, ele será o maestro tricolor.

BRAGANTINO
A lista de reforços alvinegra é modesta. Tem 17 jogadores, mas nenhum conhecido. Com isso, o destaque da atual lista tem que ser o volante Francis. Revelado pelo Palmeiras, é bom marcador e pode tomar conta do meio-campo do Bragantino, que perdeu vários jogadores experientes e deve passar por dificuldades no Paulistão.

CORINTHIANS
Não precisa parar muito para escolher qual o reforço de maior destaque do Corinthians. Campeão mundial em 2002 e vice em 98, com a camisa da Seleção Brasileira, Roberto Carlos chega ao Brasil após sucesso por Palmeiras, Real Madrid e Fenerbahçe, além, é claro, da Seleção. O jogador tem 36 anos, mas pode formar uma bela dupla de estrelas ao lado do amigo Ronaldo.

ITUANO
O Ituano será um dos poucos times do atual Paulistão a ter um pentacampeão em seu elenco. Após praticamente encerrar a carreira, Juninho Paulista voltou atrás em sua decisão e jogará o Paulistão pelo Galo. Aos 36 anos, ele volta ao clube que o revelou, após passagens por São Paulo, Vasco, Flamengo, Palmeiras, Middlesbrough e Atlético de Madrid. Ele será, além do "homem da grana", o camisa 10 rubro-negro.

MIRASSOL
Por tudo que envolveu sua contratação, Renê é o principal nome do Leão para o Paulista. Destaque do Barueri, o goleiro assinou um pré-contrato de dois anos com a Portuguesa, mas, em seguida, foi chamado pelo Atlético-MG. Fez exames e assinou um novo compromisso com o Galo. Sabendo disso, os dois clubes ficaram irritados e mandaram o jogador embora. Sobrou o Mirassol, que já tinha perdido Andrey para a Portuguesa e estava atrás de um camisa 1.

MOGI MIRIM
A lista de reforços do Mogi também foi modesta, mas trouxe alguns jogadores que precisam mostrar seu potencial. Por isso, o destaque é Jorge Preá, dispensado pela porta dos fundos no Bragantino e que também não deu certo no Palmeiras. Baixo, mas forte fisicamente, o jogador terá que mostrar que tem condições de se destacar no time de Rivaldo.

MONTE AZUL
É difícil escolher o destaque no Monte Azul, mas o voto cai no colo de Edmilson. Ex-atacante de Palmeiras, Cruzeiro e Guarani, o veterano tem 37 anos e foi resgatado para dar mais experiência a um time que disputará o Paulistão pela primeira vez. A missão é ingrata, mas o centroavante sabe que, enfim, terá espaço suficiente entre os titulares.

OESTE
O sonho da diretoria era o atacante Celsinho, que se destacou na Portuguesa como o "clone de Ronaldinho Gaúcho". A negociação não deu certo e a diretoria foi atrás de outros. Mas o destaque é o goleiro Mauro. Experiente, o jogador carrega o título de campeão brasileiro pelo Santos, em 2004, como maior conquista da carreira. Sua vivência pode ajudar o time de Paulo Comelli a ser bem sucedido no clube.

PALMEIRAS
De uma lista de dois reforços, um tem que ser destaque. E este posto é de Léo. Zagueiro promissor surgido na base do Grêmio, chega ao Palmeiras como pedido pessoal de Muricy Ramalho. E olha que a diretoria nem sequer precisou gastar. Emprestou o brigão Maurício por um ano e ainda perdoou uma dívida de R$ 8 milhões que o Grêmio tinha, desde a contratação de Paulo Nunes, em 2000. De presente, ganhou Léo.

PAULISTA
Após rodar pelo Brasil e também por outros clubes da América do Sul, como Boca Juniors e América de Cali, Baiano é o grande reforço do Paulista. Experiente, o lateral de 33 anos quer ajudar o Galo a reencontrar os bons tempos, de quando disputou a Libertadores e venceu a Copa do Brasil. Baiano carrega consigo a possibilidade de atuar como volante.

PONTE PRETA
Em um time cuja figura do líder ainda não existe, Eduardo Martini pode surgir como o grande nome de 2010 na Ponte Preta. Ele foi mal no Grêmio, mas teve uma fase primorosa pelo Avaí. Sua vivência no futebol - e a qualidade debaixo do travessão - pode fazer a diferença a favor da Macaca, que, em 2009, sofreu nas mãos jovens, porém talentosas, de Gilson e Giovanni.

PORTUGUESA
A novela foi longa, mas enfim trouxe um final positivo. Athirson está de volta ao Canindé para ser o grande craque que falta ao time de Vágner Benazzi. Lateral-esquerdo experiente, mas com habilidade suficiente para jogar no meio-campo, o ex-jogador de Flamengo e Seleção Brasileira é a cereja do bolo de um time que ainda quer um artilheiro de nível.

RIO BRANCO
O texto a seguir era para ser sobre Luizão, que chegou até a vestir a camisa alvinegra, em sua apresentação. Mas tudo deu errado e o pentacampeão desistiu do acerto. Assim, Marciano assumiu a incumbência de ser o grande nome do atual elenco do Rio Branco. Artilheiro do Brasil-RS, o jogador quer repetir o desempenho mostrado na última Série C.

RIO CLARO
Após meses e mais meses machucado, Fernando Gaúcho volta a jogar futebol e espera reviver a grande fase dos tempos de Guarani, onde fez sucesso na Série C de 2008. O jogador de 29 anos tem faro de gol aguçado e pode fazer a diferença, num time que ainda carece de mais rodagem.

SANTO ANDRÉ
Marcelinho, Pablo Escobar, Rodrigo Fabri e Gustavo Nery foram embora. Nunes e Júnior Dutra devem ser os próximos. Por isso, o reforço mais esperado do time é Carlinhos. Lateral que surgiu como um foguete no Santos, chegou até a ser chamado por Dunga para defender a Seleção Brasileira, mas vive um inferno astral há pelo menos dois anos. O Santo André é a grande oportunidade de sua carreira.

SANTOS
Sob nova administração, o Santos aposta tudo na figura de Dorival Júnior, mas o técnico não entra na lista de reforços. Assim, quem assume o posto de maestro é o experiente Marquinhos, destaque do Avaí nos últimos dois brasileiros. Após passar sem brilho por Flamengo e São Paulo, o meia quer assumir a 10 de Pelé e provar que seus ex-clubes estavam errados. Qualidade para isso, ele tem: sabe cobrar faltas e tem passes precisos. Falta regularidade.

SÃO CAETANO
É incrível como a lista do São Caetano não tem destaques. Glauber é o nome mais conhecido, após passar pelo Palmeiras, mas a concorrência na defesa será desleal. Com isso, o jovem Bruno Bertucci surge como possível craque do Azulão. É cria do Corinthians e foi emprestado para ganhar experiência. Pode repetir o sucesso de Everton Ribeiro.

SÃO PAULO
Fernandinho e Xandão são promessas, enquanto André Luís e Léo Lima ainda são vistos de maneira receosa pelos torcedores. Dos reforços trazidos pelo São Paulo, o único que está pronto é Marcelinho Paraíba. Jogador de chute muito forte de perna esquerda e dotado de uma qualidade incrível de passe e drible, o veterano é a esperança de acabar com o problema da camisa 10. Em breve, a diretoria pretende oficializar outros "caras" para ajudá-lo: Cicinho, Guiñazu, Fernandão...

SERTÃOZINHO
A lista do Sertãozinho é de muitos e muitos refugos. O time tenta aproveitar aqueles que não deram certo em vários clubes. Com esta política, o destaque é Francisco Alex. O meia surgiu bem na Ferroviária, mas, desde que foi contratado pelo São Paulo, nunca mais jogou bola. A qualidade de sua perna esquerda é a esperança da diretoria do Touro.

Nenhum comentário: